quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Ideologia ,eu quero uma pra viver!


Fascismo
O fascismo é uma doutrina totalitária desenvolvida por Benito Mussolini na Itália, a partir de 1919, durante seu governo (19221943 e 19431945). Fascismo deriva de fascio, nome de grupos políticos ou de militância que surgiram na Itália entre fins do século XIX e começo do século XX; mas também de fasces, que nos tempos do Império Romano era um símbolo dos magistrados: um machado cujo cabo era rodeado de varas, simbolizando o poder do Estado e a unidade do povo. Os fascistas italianos também ficaram conhecidos pela expressão camisas negras, em virtude do uniforme que utilizavam.


Definição


O fascismo é uma doutrina e uma prática política estadista e coletivista, opondo-se aos diversos liberalismos, socialismos e democracias.

A palavra fascismo adquiriu o significado de qualquer sistema de governo que, de maneira semelhante ao de Benito Mussolini, exalta o Estado e usa modernas técnicas de propaganda e censura para suprimir a oposição política, fazendo uma severa arregimentação econômica, social e cultural, sustentando-se no nacionalismo e por vezes na xenofobia (nacionalismo étnico), privilegiando os nascidos no próprio país, apresentando uma certa apatia ou indiferença para com os imigrantes.

Benito Mussolini, jornalista e agitador político socialista italiano, fundou o partido fascista, originário de um movimento paramilitar que ele mesmo criara para combater as agitações e as greves organizadas por outros socialistas e movimentos de esquerda. O 'Fascio di Combattimento', ou Esquadra de Combate, que deu origem ao fascismo, buscou seu nome na expressão 'fascio', que significa feixe de varas. O feixe de varas, simbolizando união e força, vem do latim 'fesce', um feixe de varas que, junto com uma machadinha, era levado pelo 'litor', uma espécie de oficial de justiça que, na Roma antiga, seguia os magistrados para executar as decisões da justiça, com poderes para coagir, incluindo a aplicação de castigos físicos.

O Fascismo italiano assumiu que a natureza do Estado é superior à soma dos indivíduos que o compõem e que eles existem para o Estado, em vez de o Estado existir para os servir. Todos os assuntos dos indivíduos são assuntos do Estado.

Traço característico do Fascismo foi o Corporativismo de Estado, realizado através de um Partido Único e de Sindicatos Nacionais subordinados ao Estado. No seu modelo corporativista de gestão totalitária, as várias funções do Estado podiam ser desempenhadas por entidades particulares, sem que fossem nacionalizadas, mas cabia ao Estado planear e inspeccionar a sua acção. A actividade privada era deste modo empregue pelo Estado, o qual podia decidir suspender a suas actividades se não actuasse de acordo com as instruções e os planos superiormente estabelecidos. É o Estado quem define a utilidade e a direcção de todas as actividades da Nação, seja no campo político, económico, social ou cultural.

O fascismo surgiu em tempo de crise, nas dificuldades económicas e sociais do primeiro pós-guerra, e na depressão dos anos 30, quando as elites políticas se mostravam incapazes de integrar as massas através da fórmula democrática parlamentar ou quando existia um crescimento socialista ou comunista paralelo assustando as classes médias.

A composição social dos movimentos fascistas foi historicamente a de pequenos negociantes, burocratas de nível baixo e as classes médias. O Fascismo também encontrou sucesso nas áreas rurais, especialmente entre agricultores, e na cidade entre as classes trabalhadoras. Um aspecto importante do fascismo é que ele usa os seus movimentos de massa para atacar as organizações que se reivindicam das classes trabalhadoras - partidos operários e sindicatos.

O líder fascista foi em regra um actor exagerado, procurando seduzir as massas populares para o seu papel messiânico.




2 comentários:

Shaka Kama-Hari disse...

Eu admiro as pessoas de Mussolini e Hitler... Se tivessem usado suas idéias para o bem do mundo esse seria outro...

Leonardo Stravalli disse...

Obrigado pela troca em meu blog!
Li seu texto sobre o fascismo e vc não coloca sua opinião nele, apenas o descreve, gostaria de saber se concorda ou não com ele, qual sua posição...
Se quiser leia meu post anterior (13 de Janeiro) para saber minha opinião se lhe interessar...

Abraço!